Download 9408 MANUAL

Transcript
 9408
MANUAL
JUNHO 2013
Manual de Instruções
Sistemas de oxigénio dissolvido
IM/9408–PT_8
Série 9408
ABB
BS EN ISO 9001
A ABB Instrumentation é uma potência mundial na área de projeto e fabricação de
instrumentos destinados ao controle do processo industrial, medição de fluxos, análise de
gases e líquidos e às aplicações ambientais.
REG
FI
I
Como parte da ABB, líder mundial em tecnologia de automação de processos, oferecemos
aos nossos clientes experiência em aplicações, além de prestação de serviço e suporte no
mundo todo.
ST
RM
A empresa
ERED
St Neots, U.K. – Cert. no. Q5907
Stonehouse, U.K. – Cert. no. FM 21106
EN 29001 (ISO 9001)
Temos como compromisso o trabalho em equipe, a alta qualidade de nossos produtos,
tecnologia avançada e atendimento e suporte a clientes sem precedentes.
A qualidade, precisão e o desempenho dos produtos de nossa empresa são o resultado de
mais de 100 anos de experiência, associada a um programa contínuo de projetos e
desenvolvimento inovadores que incorpora as mais modernas tecnologias.
O NAMAS Calibration Laboratory No. 0255(B) é apenas uma das dez estações de calibragem
de fluxos operada pela empresa, prova do compromisso da ABB Instrumentation com a
qualidade e a precisão.
Lenno, Italy – Cert. no. 9/90A
Stonehouse, U.K. – Cert. no. 0255
Utilização das instruções

Atenção.
Uma instrução que chama a atenção para o risco de
ferimento ou morte.
Observação.
Esclarecimento de
adicionais.
Cuidado.
Uma instrução que chama a atenção para o risco de danos
ao produto, processo ou aos arredores.
Informações.
Referências adicionais contendo informações técnicas
mais detalhadas.
uma
instrução
ou
informações
Embora as instruções de Atenção estejam relacionadas a danos pessoais e as instruções de Cuidado estejam associadas a
danos ao equipamento ou propriedade, deve-se compreender que a operação de equipamentos danificados pode, sob certas
condições operacionais, resultar em mau desempenho do sistema de processos, levando a ferimentos ou morte. Assim sendo,
esteja sempre inteirado de todos os avisos de Atenção e Cuidado.
As informações contidas nesse manual destinam-se apenas a auxiliar nossos clientes a operar eficientemente nossos
equipamentos. A utilização desse manual para qualquer outro propósito é expressamente proibida e seu conteúdo não pode ser
reproduzido totalmente ou em partes sem prévia autorização do Departamento de Comunicações Técnicas da ABB
Instrumentation.
Saúde e segurança
Para garantir que nossos produtos sejam seguros e não apresentem riscos à saúde, devem ser observados os seguintes pontos:
1.
As seções pertinentes a essas instruções devem ser lidas cuidadosamente antes de prosseguir.
2.
As etiquetas de atenção nos recipientes e embalagens devem ser observadas.
3.
Instalação, operação, manutenção e reparos devem ser executados somente por pessoas devidamente treinadas e de acordo com
as informações fornecidas.
4.
Devem ser tomadas precauções normais de segurança para evitar a possibilidade de acidentes ao operar sob condições de alta
pressão e/ou temperatura.
5.
Os produtos químicos devem ser armazenados longe do calor, protegidos contra temperaturas extremas; os pós devem ser
mantidos a seco. Devem ser utilizados procedimentos normais para um manuseio seguro.
6.
Ao descartar produtos químicos, tome cuidado para não misturá-los.
Os avisos de segurança relativos à utilização de equipamentos descritos nesse manual, ou às fichas técnicas sobre riscos relevantes (se
aplicáveis) podem ser obtidos no endereço da empresa que está na capa posterior do manual, bem como informações sobre
manutenção e peças de reposição.
ÍNDICE
1 INTRODUÇÃO
1 INTRODUÇÃO ............................................. 1
2 TIPOS DE SISTEMAS ................................. 2
2.1 Desembalagem .................................................
2.2 Sistema de bola flutuante ..................................
2.2.1 Versão montada ....................................
2.2.2 Versão em kit .........................................
2.3 Sistemas de imersão .........................................
2.3.1 Versão montada ....................................
2.3.2 Versão em kit .........................................
2.4 Sistema submersível .........................................
2
2
2
2
3
3
3
3
3 INSTALAÇÃO MECÂNICA .......................... 4
3.1 Montar sistemas em kit .....................................
3.1.1 Bola flutuante ........................................
3.1.2 Imersão .................................................
3.2 Instalação ..........................................................
3.2.1 Sistema de bola flutuante ......................
3.2.2 Sistemas de imersão .............................
3.2.3 Sistemas submersíveis .........................
3.3 Abastecimento de água para os sistemas de
lavagem com água ............................................
4
4
5
6
6
7
7
8
4 INSTALAÇÃO ELÉCTRICA ......................... 9
4.1 Ligação ao transmissor de oxigénio dissolvido . 9
4.2 Calibrar o sensor ............................................... 9
5 MANUTENÇÃO .......................................... 10
5.1 Substituir a cápsula do sensor de oxigénio ..... 10
5.1.1 Sistema de bola flutuante .................... 10
5.1.2 Sistemas de imersão ............................ 11
5.1.3 Sistemas submersíveis ........................ 11
5.2 Substituir o bloco do sensor de oxigénio .......... 11
5.2.1 Sistema de bola flutuante ..................... 11
5.2.2 Sistemas de imersão ............................ 11
5.2.3 Sistemas submersíveis ....................... 12
5.3 Mudar o compensador de temperatura ........... 12
5.3.1 Sistemas de bola flutuante e imersão . 12
5.3.2 Sistemas submersíveis ....................... 12
A bola flutuante modelo 9408 da ABB é um sistema de
medição de oxigénio dissolvido destinado principalmente à
utilização em estações de águas residuais, nas quais a
acumulação de sujidade no sensor de oxigénio dissolvido,
causada por tecidos ou outros sólidos grandes, ocorre com
frequência.
esta contaminação, um sensor de extremidade plana é
montado dentro de uma bola flutuante de diâmetro
relativamente grande, constituindo uma superfície na qual é
praticamente impossível que o contaminante se acumule.
Encontram-se disponíveis dois outros sistemas:
• de imersão
• submersível
que se destinam à utilização em tanques abertos de difícil
acesso. Consulte a secção em baixo para obter uma lista das
variações.
Todos os sistemas de medição são compatíveis com os
transmissores de oxigénio dissolvido 4640 e 4645.
Encontra-se disponível uma opção de lavagem com água
para todos os sistemas de oxigénio dissolvido descritos neste
manual. As peças opcionais são apresentadas nas ilustrações
como linhas tracejadas.
Informações. Para permitir o acesso ao sensor na bola
flutuante, encontra-se disponível um kit de conversão
que transforma o suporte padrão num suporte giratório –
consulte o anexo para obter informações acerca da
encomenda e conversão.
Encontram-se disponíveis os seguintes sistemas:
Bola flutuante
Montagem
Padrão ............................................................. 9408 700
Lavagem com água ......................................... 9408 702
6 ESPECIFICAÇÕES .................................... 12
7 LISTA DE PEÇAS SOBRESSALENTES ... 13
7.1 Sistema de bola flutuante ................................ 13
7.2 Sistema de imersão ......................................... 13
7.3 Sistema submersível ....................................... 13
ANEXO A – CONVERSÃO DO SUPORTE ..... 14
A1 Lista de peças do kit – Fig. A.1 ........................ 14
A2 Procedimento de conversão – Fig. A.2 ............ 14
Kit de conversão (sistema métrico)
Padrão ............................................................. 9408 750
Lavagem com água ......................................... 9408 752
Kit de conversão (sistema imperial)
Padrão ............................................................. 9408 760
Lavagem com água ......................................... 9408 762
De imersão
Montagem
Padrão ..................................................... 9408 710 (1 m)
9408 720 (2 m)
9408 730 (3 m)
Lavagem com água ................................. 9408 712 (1 m)
9408 722 (2 m)
9408 732 (3 m)
Kit de conversão (sistema imperial)
Padrão ............................................................. 9408 771
Lavagem com água ......................................... 9408 773
Submersível
Padrão ............................................................. 9408 600
Lavagem com água ......................................... 9408 602
1
2 TIPOS DE SISTEMAS
2.1 Desembalagem
Depois de remover cuidadosamente o sistema 9408 da embalagem, verifique se os seguintes sistemas incluem as peças
associadas e se estão em bom estado.
2.2 Sistema de bola flutuante
2.2.1 Versão montada
O sistema (9408 700 e 702) está totalmente montado com uma haste de 3 metros, com excepção da cápsula do sensor de
oxigénio (8012 170). As dimensões são as apresentadas na Fig. 2.1b.
2.2.2
Versão em kit – Fig. 2.1
Mé trico
OPÇÕ
ES DO SISTEMA
Lavagem com
Padrão
água
9408 750
9408 752
Imperial 9408 760
Cápsula do sensor de
oxigénio, ref.ª 8012 170
(não à escala)
9408 762
Cola para PVC/ABS
(solvente)
Cabo de 10 metros
Tampa
Cobertura (para
proteger a
cápsula durante
a calibração)
Montagem com suporte
padrão ou giratório
Bola flutuante
a) Conteúdo do sistema fornecido na versão em kit
Nota. Nos sistemas em kit, a haste é
fornecida pelo utilizador.
45°
310
Consultar a tabela
em baixo
(Suporte padrão ilustrado)
Comprimento para se ajustar aos requisitos do
utilizador do sistema em kit. Comprimento de 3
metros no sistema montado.
203
Dimensões do tubo
Tubo ABS (diâmetro externo)
Mé trico
50 mm x 3,3 (espessura) (PN10)
Tubo ABS 11/2" (diâmetro nominal) x 4,5
Imperial
(espessura) Classe E
As dimensão são em mm, excepto indicação em contrário.
b) Dimensões dos sistemas em kit e montados
Fig. 2.1 Sistema de bola flutuante
2
2 TIPOS DE SISTEMAS
2.3 Sistemas de imersão
2.3.1 Versão montada – Fig. 2.2
2.4
OPÇÕ
ES DO SISTEMA
Lavagem
Padrão
com água
9408 600 9408 602
ES DO SISTEMA
Comprimento OPÇÕ
do tubo
Lavagem
Padrão
(metros)
com água
1
9408 710
Sistema submersível – Fig. 2.4
9408 712
2
9408 720
9408 722
3
9408 730
9408 732
Fornecido com 10 metros
de cabo
Aprox.
265 mm
Ø40 mm
Aprox.
335 mm
(Opção de
lavagem
com água)
Ø40 mm
Montagem completa
(excepto a cápsula
do sensor de
oxigénio)
Cápsula do sensor de
oxigénio, ref.ª 8012 170
(não à escala)
Cápsula do sensor de
oxigénio, ref.ª 8012 170
(não à escala)
Fig. 2.2 Sistema de imersão montado
2.3.2
Sistema totalmente selado
(excepto a cápsula do
sensor de oxigénio)
Fig. 2.4 Sistema submersível
Versão em kit – Fig. 2.3
Sistema padrão (9408 771)
Conteúdo
1 Tampa superior (com parafuso de fixação)
2 Adaptador
3 Cobertura
4 Bloco do sensor (com cabo fixado e sensor temporário
instalado)
5 Cápsula do sensor de oxigénio dissolvido
6 Cola para PVC/ABS (solvente)
1
2
3
Sistema com lavagem com água (9408 773)
Conteúdo
1 Tampa superior (com parafuso de fixação)
2 Adaptador
3 Cobertura
4 Bloco do sensor (com cabo e tubo de lavagem com
água afixados e sensor temporário instalado)
5 Cápsula do sensor de oxigénio dissolvido
6 Cola para PVC/ABS (solvente)
7 Conector de tubo
1
5
6
3
Parafuso auto-roscante instalado
Parafuso auto-roscante instalado
4
2
4
5
Junta instalada
Junta instalada
6
7
Tubo ABS ou PVC
de 1,9 polegadas
(diâmetro externo)
fornecido pelo
utilizador
Fig. 2.3 Kits de sistemas de imersão
3
3 INSTALAÇÃO MECÂNICA
3.1
Montar sistemas em kit
3.1.1 Bola flutuante – Fig. 3.1
Para a instalação da unidade montada, consulte a Secção 3.2.1 Sistema de bola flutuante.
Informações. Requisitos do tubo (fornecido pelo
utilizador): diâmetro extremo – 50 mm; espessura – 3.3
mm (ou 11/2" de diâmetro nominal Classe E Espessura de
4,5 mm); pressão – 10 bar+; comprimento - conforme
necessário.
1
Desaparafusar o anel de fixação e retirar
a bola flutuante.
Nota. Deixar o anel de fixação colocado
no cotovelo.
3
2
Limpar cuidadosamente as superfícies de contacto.
Depois, com o cola para PVC/ABS fornecida e seguindo
as instruções na embalagem, unir o cotovelo à
extremidade livre da haste seleccionada.
Permitir que o cimento seque durante 24 horas antes
de prosseguir para o passo 4 (sistemas de lavagem
com água) ou 5 (sistemas padrão).
Desaparafusar o tubo do sensor
e separar do cotovelo, retirando o
cabo com cuidado (e o tubo da
lavagem com água se aplicável).
4 Apenas para sistemas de lavagem com água:
a) Desaparafusar o bloco do sensor do tubo do
sensor (o cabo pode ficar no tubo). Passar
o tubo da lavagem com água pelo tubo do
sensor e fixar ao conector no bloco do sensor;
fixar com uma braçadeira.
5
b) Voltar a colocar o bloco do sensor.
Passar o cabo do tubo do sensor (e o
tubo da lavagem com água se aplicável)
pelo cotovelo e tubo. Aparafusar o tubo
do sensor ao cotovelo, usando P.T.F.E.
para selar a rosca.
6
7
Fixar a tampa ao tubo com
o parafuso auto-roscante.
Se estiver instalado, pressionar o tubo da
lavagem com água contra o conector na
tampa e fixar com uma braçadeira.
8
9
10
Aperte o bucim.
Voltar a colocar a bola flutuante.
Fig. 3.1 Montagem do kit da bola flutuante
4
Passar o cabo pelo bucim.
3 INSTALAÇÃO MECÂNICA…
3.1.2 Imersão – Fig. 3.2
Para a instalação da unidade montada, consulte a Secção 3.2.2 Sistemas de imersão.
Informações. Requisitos do tubo (fornecido pelo
utilizador):
diâmetro extremo – 1,9", 11/2" de diâmetro nominal; pressão
– 10 bar+; cortar o comprimento adequado.
Adaptador
Tubo
1
Nota. Este kit não inclui suportes.
Limpar cuidadosamente as superfícies de contacto.
Depois, com a cola para PVC/ABS fornecida e seguindo
as instruções na embalagem, unir o adaptador ao tubo.
Laisser la colle durcir pendant 24 heures avant de
continuer.
Garantir que a junta está correctamente
colocada no bloco do sensor. Passar o
cabo afixado ao bloco do sensor (e o
tubo da lavagem com água se instalado)
pelo adaptador e pelo tubo.
2
Bloco do
sensor
Junta
Aparafusar firmemente o bloco do
sensor ao adaptador e cortar o tubo
da lavagem com água (se instalado),
de maneira a que o comprimento seja
suficiente para a ligação ao conector
na tampa e permitir o manuseamento.
3
Cortar
Bucim do cabo
4
5
Passar o cabo pelo bucom na tampa. Pressionar o
tubo da lavagem com água (se instalado) contra o
conector na tampa e fixar com uma braçadeira.
Fixar a tampa ao tubo com o parafuso auto-roscante.
Apertar o prensa-cabos.
Parafuso auto-roscante
6
7
8
Retirar a cápsula do sensor temporário e instalar a
cápsula do sensor de oxigénio dissolvido. Pode
encontrar-se um procedimento adequado (e avisos) na
Fig. 5.1.
Enroscar a cobertura no bloco do sensor.
Avançar para a Secção 3.2.2 para o procedimento de instalação.
Fig. 3.2 Montagem do kit de imersão
5
…3 INSTALAÇÃO MECÂNICA
3.2
Instalação
Cuidado. O sistema é fornecido com a sonda da temperatura e uma cápsula de oxigénio temporária instalada no corpo do
sensor de oxigénio, que se encontra na bola flutuante. Antes de fixar a haste ao suporte para corrimão, desenroscar a
cápsula temporária da ponta do corpo do sensor de oxigénio e instalar a cápsula do sensor de oxigénio ao corpo do sensor
– consultar a Secção 5.1 Substituir a cápsula do sensor de oxigénio.
O sistema de bola flutuante é fornecido com braçadeiras de tubos para fixação no corrimão. A instalação deverá ser feita de
forma a assegurar que, quando a haste está presa ao corrimão, o sensor na bola está totalmente coberto pelo líquido a ser
monitorizado.
3.2.1 Sistema de bola flutuante – Fig. 3.3
Seleccione a posição para o sistema de bola flutuante no corrimão.
Padrão
Giratório
Nota. O cabo deve ter folga suficiente para permitir
o posicionamento/manutenção.
1
Colocar as braçadeiras para corrimão
à volta do mesmo e fixar a armação
da hoste ao corrimão, na posição
horizontal. Apertar as porcas com os
dedos, de forma a permitir o ajuste
quando a montagem estiver
concluída.
Visto de cima
<30°
Padrão
Giratório
2
Colocar as duas braçadeiras de tubos
em torno da haste da bola flutuante.
Nota. Em aplicações em que for evidente um
excesso de bolhas de ar, sugerimos que o tubo
seja rodado nas braçadeiras num ângulo não
superior a 30°, de forma a evitar a acumulação
de bolhas à volta do sensor.
<30°
Garantir que o sensor está
3
totalmente imerso no líquido
monitorizado e fixar as braçadeiras
à haste com as porcas e anilhas
fornecidas.
Ajustar a linha central da braçadeira para
corrimão, de maneira a formar um ângulo
recto com a haste e que a bola descanse
em líquido monitorizado não perturbado:
assim, garantem-se flutuações máximas
iguais da haste, para cima e para baixo,
4
quando as braçadeiras para corrimão forem
apertadas. Apertar as quatro porcas da
braçadeira para corrimão. NÃO APERTAR
DEMASIADO.
Giratório
5
Fazer as ligações eléctricas necessárias –
consultar a Secção 4
INSTALAÇÃO ELÉCTRICA.
C
6
Se aplicável, ter à sua disposição uma fonte de
abastecimento para a lavagem com água – consultar a
Secção 3.3 – e ligar ao conector de encaixe rápido na
tampa.
Fig. 3.3 Instalar o sistema de bola flutuante
6
Padrão
C
3 INSTALAÇÃO MECÂNICA…
3.2.2
Sistemas de imersão – Fig. 3.4
Nota.
• O sistema de imersão padrão é fornecido com a sonda de temperatura e o corpo do sensor de oxigénio instalados. Antes
de instalar o tubo de imersão num suporte ou peça de fixação, retirar a cobertura protectora, desenroscar a cápsula
temporária da ponta do corpo do sensor de oxigénio e enroscar a cápsula do sensor de oxigénio no corpo do sensor
(consultar a Secção 5.1 Substituir a cápsula do sensor de oxigénio); substituir a cobertura. Consultar a Secção 3.1.2
para a montagem de sistemas de imersão em kit.
• Se a posição final de montagem do sistema de imersão não for conveniente para efectuar a instalação eléctrica, esta
deverá realizar-se antes de posicionar o sistema – consultar a Secção 4 INSTALAÇÃO ELÉCTRICA.
Nota. Embora seja fornecido
um suporte de montagem, o
utilizador poderá instalar um
dispositivo mais adequado à
aplicação específica (p. ex.: um
"poço de tranquilização").
1
2
Colocar uma braçadeira de
tubos adequada em torno
do tubo e apertar
ligeiramente o dispositivo
de fixação.
Nota. O sistema com kit de conversação
(sistema imperial) requer um suporte de
montagem adequado.
Nota. O cabo deve ter folga suficiente
para permitir o posicionamento /
manutenção.
Com o suporte de
montagem na parede
como guia, marcar e
perfurar a estrutura para
montar o sistema de
imersão.
3
4
Fixar a braçadeira
à estrutura de
apoio.
Posicionar o sistema de
imersão na braçadeira
para uma monitorização
correcta e apertar a
braçadeira.
6
5
Efectuar as ligações eléctricas
necessárias – consultar a Secção 4
INSTALAÇÃO ELÉCTRICA.
Se aplicável, tenha à sua disposição
uma fonte de abastecimento para a
lavagem com água – consulte a
Secção 3.3 – e ligue-a ao conector
de encaixe rápido na tampa.
Fig. 3.4 Instalar sistemas de imersão
3.2.3
Sistemas submersíveis – Fig. 3.5
Nota. O sistema submersível é fornecido com a sonda
de temperatura e o corpo do sensor de oxigénio
instalados. Retirar a cobertura protectora, desenroscar a
cápsula temporária da ponta do corpo do sensor de
oxigénio e enroscar a cápsula do sensor de oxigénio no
corpo do sensor (consultar a Secção 5.1 Substituir a
cápsula do sensor de oxigénio); substituir a cobertura.
Remarque. O sistema
submersível é fornecido com
um parafuso que permite
suspendê-lo de uma
pequena corrente (não
fornecida). Tal evita a tensão
do cabo e permite descer o
sistema até à profundidade
necessária.
Fig. 3.5 Sistemas submersíveis
7
…3 INSTALAÇÃO MECÂNICA
3.3 Abastecimento de água para os sistemas de
lavagem com água – Fig. 3.5
Nota Importante. A instalação deverá ser feita apenas
segundo as normas locais exigidas pelas autoridades
competentes.
Cuidado. A pressão máxima da água no eléctrodo não
deverá exceder 50 psi (4 bar). A pressão da amostra não
deverá NUNCA exceder a pressão da fonte de
abastecimento da lavagem com água. Instalar uma
válvula de retenção se esta possibilidade existir.
Informações. Uma vez que todos os conectores de
encaixe rápido usados nos sistemas de lavagem com
água incluem válvulas de corte, os tubos poderão ser
desligados de equipamento operacional sem perda da
amostra ou descarga da água da lavagem.
Nota. Para obter o melhor desempenho da função de
lavagem com água em sistemas de fluxo, a pressão da
amostra deverá ser, pelo menos, 2 bar inferior à da fonte
de abastecimento da lavagem com água.
A água para o sistema de lavagem com água deverá ter
origem numa fonte de abastecimento adequada através de
uma válvula solenóide. As especificações gerais para a
válvula solenóide são:
Corpo em latão : .... 2/2, NC
Tamanho do orifício :
3,0 / 4,0 mm
Tamanho da saída : 1/4" – 1/2" BSP ou NPT
Pressão : ................ 0 a 6 bar
Bobina :
24 V CA, 110/115 V CA ou
230/240 V CA 50/60 Hz
Nota. Consultar a Fig. 3.6 para ver as tubagens
recomendadas.
Válvula solenóide adequada (fornecida pelo utilizador)
Para a fonte de
abastecimento de água
– consultar as secções
Nota importante e
Cuidado em cima.
1
Instalar uma válvula solenóide
adequada numa fonte de
abastecimento de água apropriada.
2
Ligar um tubo de PVC
reforçado de 1/4" de diâmetro
interno à saída da válvula
solenóide; fixar com uma
braçadeira ou um grampo.
3
Inserir o conector de
encaixe rápido na
extremidade livre do tubo;
fixar com uma braçadeira
ou um grampo. É de notar
que o conector de encaixe
rápido inclui uma válvula de
corte.
4
Nota. O tubo deverá ser suficientemente comprido para
permitir o manuseamento do sistema dentro e fora da
amostra; em alternativa, separar o tubo ao nível do
conector de encaixe rápido.
Ligar o conector de encaixe
rápido ao acoplamento
instalado no sistema de
sensor que incorpora a opção
de lavagem com água.
Fig. 3.6 Instalar a fonte de abastecimento da lavagem com água
8
4 INSTALAÇÃO ELÉCTRICA
Cuidado. O cabo deverá ter uma secção circular e
diâmetro suficiente para criar a vedação dentro dos
bucins.
4.1
4.2 Calibrar o sensor – Fig. 4.1
Os procedimentos para a calibração zero e de intervalo são
descritos em pormenor nas instruções de funcionamento da
unidade de transmissor série 4600, que deverão ser
consultadas.
Ligação ao transmissor de oxigénio dissolvido
Nota. Com os sistemas de bola flutuante e de imersão,
deverá fornecer-se cabo extra suficiente para permitir a
manipulação do sistema de bola flutuante, no caso existir
pouco espaço durante a instalação do cabo de
interligação entre a bola flutuante e o transmissor.
Nota. Recomenda-se que se desligue a lavagem com
água antes de se iniciar o procedimento de calibração.
Tal pode ser feito desligando a lavagem na unidade de
transmissor 4600 ou desligando o conector de encaixe
rápido.
1) Retire o sistema do suporte de montagem.
Ligue o cabo (unido ao sistema de forma permanente) à
unidade do transmissor tal como descrito nas instruções de
funcionamento do transmissor, fazendo corresponder as
cores das mangas dos terminais com as indicadas nas
instruções de funcionamento. Para sua comodidade, as
Tabelas 4.1 e 4.2 descrevem as ligações aos transmissores
4640 e 4645 respectivamente.
4640
Nº. do
terminal
1
Sensor
Compensador
de
temperatura
2) Se o sistema for do tipo bola flutuante, desenrosque o anel
de fixação e remova a bola – Fig. 4.1.
3) Limpe cuidadosamente a cápsula do sensor exposta com
água limpa.
4) Se o sistema for do tipo bola flutuante, coloque a cobertura
fornecida com o sistema para proteger a cápsula do
sensor – Fig. 4.1.
Fio
+ve
(Vermelho)
2
3
– ve (Azul)
4
Blindagem
5
Preto
6
Verde
7
Amarelo
Table 4.1 Connexions avec le transmetteur d’oxygène
dissous 4640
5) Calibre conforme as instruções de funcionamento da Série
4600.
6) Se o sistema for do tipo bola flutuante, retire a cobertura
protectora após a calibração e substitua a bola – Fig. 4.1.
7) Se aplicável, volte a activar a lavagem com água.
A manutenção regular limita-se a limpeza e calibração
periódicas.
A cápsula do sensor deverá ser substituída sempre que a
cápsula existente se esgotar – consulte a Secção 5.1
Substituir a cápsula do sensor de oxigénio. O tempo de
vida útil normal de um sensor é de cerca de 12 meses.
4645
Compensador
de
temperatura
Sensor
TBB
Nº. do Fio
terminal
6
Amarelo
7
Verde
8
Preto
10
– ve (Azul)
11
+ve
12
(Vermelho)
Ligar o fio blindado ao terminal de
ligaç ão à terra na caixa.
Anel de fixação
Cobertura
Fig. 4.1 Cobertura da bola flutuante para a calibração
Table 4.2 Ligações para o transmissor de oxigénio
dissolvido 4645
9
5 MANUTENÇÃO
5.1
Substituir a cápsula do sensor de oxigénio
Armazenamento
DEVERÁ :
— utilizar-se sensores em rotação por data, de forma a
evitar o prolongamento desnecessário do seu
armazenamento.
— guardar-se sempre os sensores num local seco e
fresco.
— guardar-se os sensores num frigorífico com vista a
aumentar a sua vida útil, mas
NÃO permitir que congelem.
NÃO SE DEVERÁ :
— permitir que os sensores sequem, quando
armazenados ou em utilização.
— deixar os sensores em veículos onde possam
congelar ou ser expostos a temperaturas elevadas.
— deixar os sensores no local sem protecção contra a
luz solar directa ou as temperaturas elevadas.
— utilizar o sensor se o seu ambiente selado tiver
secado.
5.1.1 Sistema de bola flutuante – Fig. 5.1
Consulte a Fig. 3.2 para obter informações acerca do acesso à bola flutuante. Siga os passos necessários na ordem inversa.
Notas :
• Para os sistemas instalados com o suporte padrão, é necessário libertar a hasta da braçadeira do suporte para aceder
à bola flutuante.
• Para os sistemas instalados com um suporte giratório, quando a haste estiver na posição horizontal, desaparafusar o
parafuso de bloqueio da placa giratória o suficiente para soltar a placa. Girar a haste para que a bola fique acessível.
1
Desenroscar o anel de fixação, enquanto impede que a bola gire.
2
Remover a bola o tubo do sensor.
Cuidado. Antes de remover a cápsula do sensor, limpar e secar a área à sua volta, tal como indicado em baixo.
3
4
Usar o compartimento da cápsula como uma ferramenta para desenroscar a cápsula antiga do bloco do sensor
(consultar o passo 10 pour méthode); eliminar a cápsula antiga segundo os regulamentos locais.
Secar o bloco do sensor com um lenço de papel; certificar-se de que os contactos eléctricos dourados e o
espaço onde a cápsula encaixa estão limpos completamente secos.
Cuidado
•
Não deixar a cápsula nova exposta ao ar mais do que 30 minutos, dado que a membrana pode secar.
•
Garantir que os passos seguintes são cuidadosamente seguidos, para evitar danos à membrana que cobre
o cátodo prateado.
5
Aceder à cápsula nova,
desenroscando o compartimento
da cápsula
6
Desenroscar a cápsula
do casquilho, usando a
extremidade oposta do
compartimento da
cápsula
7
Retirar e descartar o anel
de vedação de borracha
da nova cápsula
8
Secar a cápsula com um lenço de papel, sem danificar a membrana delicada e transparente que cobre o cátodo
prateado. Garantir que os contactos dourados, bem como a parte roscada da cápsula, estão limpos e totalmente
secos.
9
Encaixar o novo anel de vedação fornecido – consultar o passo 7 em cima e, com as mãos, enroscar
firmemente a cápsula no bloco do sensor.
10 Inverter o compartimento da cápsula e inserir os olhais nas ranhuras no topo da cápsula.
Depois, usando o compartimento da cápsula, apertar firmemente o sensor para garantir uma
selagem adequada.
11 Calibrar o sensor – consultar a Secção 4.2 Calibrar o sensor.
12 Alinhar os orifícios na extremidade da bola com a saliência da cápsula do sensor e o compensador de temperatura
13
10
e substituir a bola. Garantir que um vedante em O é colocado na metade do cotovelo.
Apertar o anel de fixação, enquanto se evita que a bola gire; a rotação da bola pode danificar a extremidade
sensória do sistema.
Fig. 5.1 Substituir a cápsula do sensor de oxigénio
5
5.1.2 Sistemas de imersão
O procedimento é idêntico ao do sistema de bola flutuante,
excepto que, neste caso, só é necessário remover e substituir
a cobertura de protecção em vez da bola. Para separar a
cobertura do bloco do sensor, basta desenroscá-la.
5.1.3 Sistemas submersíveis
O procedimento é idêntico ao do sistema de imersão –
consulte a secção 5.1.2 Sistemas de imersão.
5.2
Substituir o bloco do sensor de oxigénio
MANUTENÇÃO…
4) Remova o parafuso auto-roscante e retire a tampa.
5) Passe o cabo pelo bucim.
6) Desenrosque o anel de fixação da bola flutuante (ao
mesmo tempo que impede que a bola rode) e retire a
esfera do cotovelo.
7) Desenrosque cuidadosamente o bloco do sensor do tubo
do sensor.
8) Se instalado, desligue o tubo da lavagem com água do
bloco do sensor.
5.2.1 Sistema de bola flutuante – Fig. 5.2
1) Para evitar danificar a cápsula do sensor, seque à sua
volta e, de seguida, remova-a cuidadosamente do bloco
do sensor e guarde-a em segurança. NÃO toque na
membrana.
9) Passe o cabo pela haste, deixando arame trefilado
suficiente na tampa para permitir a introdução da unidade
de substituição.
10) Desligue o cabo do bloco do sensor do arame trefilado.
Cuidado. Não deixar a cápsula exposta ao ar mais do
que 30 minutos, dado que a membrana pode secar.
2) Desligue o cabo do transmissor de oxigénio dissolvido (ou
da caixa de junção, se aplicável) e afixe um arame trefilado
de comprimento adequado.
3) Afrouxe o bucim na extremidade da haste.
11) Afixe o arme ao cabo do bloco do sensor de substituição e
volte a montar o sistema na ordem inversa dos passos
anteriores.
12) Retire a cápsula temporária do bloco do sensor de
substituição e coloque cuidadosamente a cápsula do
sensor no bloco do sensor.
5.2.2 Sistemas de imersão
O procedimento é idêntico ao do sistema de bola flutuante,
excepto que, neste caso, é necessário remover e substituir a
cobertura de protecção em vez da bola. Remova a cobertura
desenroscando-a.
Anel de fixação
Cotovelo
Haste
Tubo da lavagem com água
(opcional)
Tampa
Cabo de ligação
Bola flutuante
Bloco do
sensor
Bocal para lavagem
com água (opcional)
Tubo do sensor
Cápsula do sensor
Compensador de temperatura
Fig. 5.2 Substituir o corpo do sensor de oxigénio
11
…5 MANUTENÇÃO
6 ESPECIFICAÇÕES
5.2.3 Sistemas submersíveis
Os sistemas submersíveis são selados e, exceptuando a
substituição da cápsula do sensor, não é possível efectuar
outro tipo de manutenção.
Tipo de sensor: ...................... Cápsula de sensor 8012-170.
5.3 Mudar o compensador de temperatura
5.3.1 Sistemas de bola flutuante e imersão
Esta peça é parte integrante do corpo do sensor, pelo que não
requer manutenção. Substitua o corpo do sensor completo,
como descrito na Secção 5.2.
Compensação da temperatura:
Correcção automática através da termorresistência Pt 100
integrada.
5.3.2 Sistemas submersíveis
O sistema submersível inclui uma unidade selada que aloja o
compensador de temperatura/corpo do sensor de oxigénio e
não é acessível para fins de manutenção, exceptuando-se a
substituição da cápsula do sensor – consulte a Secção 5.1.3
Sistemas de imersão.
Resposta:
Normalmente, 20 segundos para 90% de uma mudança
na concentração de oxigénio a 20 °C.
Precisão:
±0,2 mg l-1 ou ±2% de saturação dentro de ±10 °C da
temperatura de calibração num intervalo de 0 a 35 °C.
Intervalo da temperatura de funcionamento: 0 a 40°C
Pressão de funcionamento : ............. Atmosférica
Dimensões :
Bola flutuante :
Diâmetro da bola : ........................... 203 mm
Haste, diâmetro externo : ............... Métrico – 50 mm
Imperial – 17/8
polegadas
(aprox. 48 mm)
Comprimento da haste Montado
Kit .................................................... 3 metros
3 metros, fornecido
pelo utilizador
Imersão
Tubos de imersão :
Montados (métrico) ........................... opções de 1, 2 ou 3
metros; 40 mm de
diâmetro externo
Kit (imperial) ...................................... fornecido pelo
utilizador; 1,9
polegadas de
diâmetro externo
Submersível
Diâmetro ............................................... 40 mm
Comprimento ........................................ Aproximadamente
265 mm (335 mm
com lavagem com
água)
Comprimento do cabo .......................... 10 m
Materiais de construção:
Haste ..................................................... ABS
Corpo do sensor : ................................. ABS
Bola flutuante : ...................................... Polipropileno
Tubo do sistema de imersão ................ Polipropileno
Corpo do sistema submersível ............. Polipropileno
Partes metálicas do suporte ................. Aço inoxidável
Cabo de ligação adicional:
Refª: ...................................................... 0233-828
Distância máxima: ................................ 100 metros
12
7 LISTA DE PEÇAS SOBRESSALENTES
7.1
Sistema de bola flutuante
Nº. da
peç a
1
Descriç ão
3
Bola flutuante
Tipos de suporte:
Padrão
Mé trico
Imperial
Girató rio
Mé trico
Imperial
Cápsula de oxigé nio
4
Corpo do sensor:
2
2A
6
Refª
Padrão
Lavagem com água
Cobertura
Junta (tubo do sensor
para corpo do sensor)
5
6
4
5
3
9408 001
9408 115
9408 116
9408 135
9408 136
8012 170
9408 080
9408 081
9408 026
9408 025
Table 7.1 Lista de peças sobressalentes da bola
flutuante
2
2A
Compensador de temperatura
1
Fig. 7.1 Sistema de bola flutuante
7.2
Sistema de imersão
Nº. da
Descriç ão
peç a
1
Cápsula de oxigé nio
2
2
4
Lavagem com água
4
5
5
8012 170
Corpo do sensor:
Padrão
3
Refª
Cobertura
Junta (tubo do sensor
para corpo do sensor)
Junta (cobertura para
corpo do sensor)
9408 080
9408 081
9408 026
9408 025
9404 130
Table 7.2 Lista de peças sobressalentes
do sistema de imersão
1
3
Fig. 7.2 Sistema de imersão
7.3
Sistema submersível
Cápsula de oxigénio .... 8012 170
Cobertura ..................... 9408 026
13
ANEXO A – CONVERSÃO DO SUPORTE
A1
Lista de peças do kit – Fig. A.1
A2 Procedimento de conversão – Fig. A.2
1) Retire os parafusos em "U" superiores do suporte padrão.
Tabela A.1 Conteúdo do kit de conversão
Nº. da
peç a
1
2
3
Descriç ão
Quantidade
Refª
4
Kit de
conversaç ão
(sistema
mé trico)
9408 135
Braç adeiras da haste
Extremidades das
braç adeiras da haste
Parafusos das braç adeiras
da haste
2
4
4
Parafuso de rosca parcial
1
5
Placa girató ria
1
6
Parafuso de bloqueio da
placa girató ria
1
7
Anilha de apoio
1
2) Monte as peças do kit de conversão apresentadas na
Tabela A.1 e na Fig. A.1 na base de fixação – consulte a
Fig. A.2.
4
3
5
1
Kit de
conversão
(sistema
imperial)
9408 136
2
3
6
7
1
4
6
7
Fig. A.2 Kit montado
7
5
Fig. A.1 Peças no kit de conversão
14
2
Contactos/Contacts:
Comercial/Commercial:
Assistência/Service:
Fernando Mena Costa
Patricia Costa
e-mail: [email protected],pt
e-mail: [email protected]
Tel: (+351) 21 843 64 00
Tel: (+351) 21 843 64 00
Fax: (+351) 21 843 64 09
Note:
ABB the owner of this document, reserves the right to make technical changes or modify the contents of this
document without prior notice. With regard to purchase orders, the agreed particulars shall prevail. ABB does not
accept any responsibility whatsoever for potential errors or possible lack of information in this document.
Copyright© 2011
ABB. All rights reserved